Dieta Paleo – Introdução

Bom dia pessoal, quem está fazendo o POST hoje é o Thiago, o ano de 2015 começou e começou uma dieta nova, uma dieta pobre, que estava amando o homem que vem algumas coisas que eram proibidas (QUEIJOOOOO) na dieta anterior. Ela foi editada para a Nutricionista Isabella Correa com 2 objetivos principais:

– Diminuir um compulsão por carboidratos / doces.
– Diminuir meu fat corporal.

Vamos inaugurar aqui no BLOG e no Instagram um espaço super legal e especial com essa dieta, com dicas, informações e receitas do mundo PALEO. Vou dividir também com a minha rotina, alimentação e dificuldades. O principal estilo de vida é COMER COMIDA DE VERDADE.

Introdução a Dieta Paleo

A alimentação Paleolítica é com base na alimentação de nossos ancestrais, e quando falo de ancestralidade é me referindo aos Homo Sapiens que vivem à mais de 195 mil anos, e por mais que sejam genes são quase idênticos aos seus, e esta é uma dieta à qual nosso gênero está geneticamente adaptada. Na era Paleolítica não existia o consumo de produtos refinados, alimentos processados ​​ou grãos. O que existe, não existe açúcar, refrigerante ou dieta dos nossos ancestrais, mas e sobre os grãos? Os pães? Uma vez que existia uma medicina existente há cerca de 10 mil anos atrás.

Alguns originais sobre um original de Dieta Paleo:

– Ausência de grãos
– Ausência de açúcar
– Ausência de laticínios
Obs. Quem não é para intolerante a lactose, pode consumir os laticínios fermentados
– Ausência de alimentos processados

O logico que vivemos na outra era e em outros tempos adaptou-se a dieta dos tempos modernos, naquela época, nossos ancestrais e os primeiros a serem levados para o primeiro plano, principalmente como partes mais gordurosas da carne, era necessário porque não sabiam quando iriam conseguir comer novamente.

Outro fator importante era a ausência de carboidratos que era escassa durante toda nossa evolução.
O Dr. Souto, um grande especialista da dieta paleo, afirma que “a simples eliminação total dos grãos (pão, massa, farinha, biscoitos, etc, enfim uma dieta livre de glúten) fornece talvez 70% de todo o benefício de uma dieta paleolítica (em termos não apenas de perda de peso, mas de controle de síndrome metabólica e de patologias auto-imunes)…”

E ao contrário do que muitos pensam, não é uma dieta hiperproteica.
A proteína é mantida em quantidades normais, o que come-se mais são gorduras. A drástica diminuição dos carboidratos (não são cortados pois o consumo de frutas, verduras e eventualmente raízes é mantido), tem um efeito de controle da insulina que resulta em ganho de saúde e perda de peso.

Efeitos colaterais iniciais

Se você pára de comer açúcar e amidos abruptamente, você pode sentir alguns efeitos colaterais enquanto seu corpo se adapta. Para a maioria das pessoas os efeitos tendem a ser suaves e duram apenas alguns dias.

Comuns durante a primeira semana:

– Dor de cabeça
– Fadiga
– Tonteira
– Palpitações
– Irritabilidade

Os efeitos colaterais rapidamente desaparecem à medida que seu corpo se adapta e a sua queima de gordura aumenta. Eles podem ser minimizados bebendo mais líquidos e aumentando temporariamente a sua ingesta de sal.

A razão para isso é que comidas ricas em carboidratos aumentam a retenção de água no seu corpo. Quando você para de comer comida com muito carboidrato, você vai perder o excesso de água através dos rins. Isso pode resultar em desidratação e falta de sal durante a primeira semana, antes de o corpo se adaptar.

Importante saber que na alimentação PALEO o objetivo é que seu corpo entre em estado de cetose, e para isso o consumo de carboidrato precisa ser bem pequeno e a quantidade de proteína não deve ser MUITO alto. E para que eu quero entrar nessa cetose? Essa é fácil, quando estamos em cetose, o seu corpo passa a processar a gordura como principal fonte de obtenção de energia, ele libera corpos cetônicos, que são similares a glicose pois fornecem energia ao corpo. Com isso usamos a gordura como fonte principal de energia. Vou ainda falar MUITO sobre cetose, como chego la e como vou saber que cheguei lá.

Existe muitas pesquisas, grandes autores e diversos sites para a consulta no assunto. vou deixar aqui algumas dessas fontes e leituras que recomendo para quem estiver fazendo essa dieta.

Leituras sugerida:

Livro “Barriga de Trigo” de Willian David.
Blog do Dr. Souto, especialista no assunto: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br
Primal Brasil – http://primalbrasil.com.br/

Leave a Reply